Sexta-feira
18 de Outubro de 2019 - 
ADVOCACIA CRIMINAL, CÍVEL E FAMÍLIA - ITAIM BIBI

cadastro e - mails

Esse é o meio de se sintonizar conosco. Cadastre seu e - mail para receber nossos boletins periodicos.

Previsão do tempo

Hoje - São Paulo, SP

Máx
33ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - São Paulo, ...

Máx
25ºC
Min
20ºC
Nublado com Pancadas

Domingo - São Paulo, ...

Máx
19ºC
Min
16ºC
Chuva

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,15 4,15
EURO 4,61 4,61

Desembargadora Lucila Toledo recebe homenagens antes da aposentadoria

Magistrada dedicou 30 anos à Corte paulista.           A desembargadora Lucila Toledo Pedroso de Barros, que integra a 15ª Câmara de Direito Privado, participou, nesta terça-feira (8), de sua última sessão de julgamento antes da aposentadoria, anunciada para o dia 11 de outubro. Ao completar 30 anos na Magistratura, a desembargadora encerra suas atividades no Tribunal de Justiça de São Paulo com uma história marcada por sua determinação e postura singulares, rememorada pelos colegas de Câmara em homenagem que ocorreu na sessão.         O presidente da Corte, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, estava presente e congratulou a honrosa carreira construída pela desembargadora no Tribunal bandeirante. “Admiro sua firmeza de caráter e dedicação ao trabalho que deixou uma marca irrefutável. Tenha e guarde da Presidência dessa Corte, dos 360 desembargadores e de todos os juízes e servidores, o carinho e amor que guardamos pela magistrada”, enalteceu Pereira Calças.         “Brilha por suas ações, a nos brindar pelo convívio amigo e altamente respeitoso – de cunho pessoal e funcional. Deixa-nos, pois, em um momento dificílimo, pela merecida aposentadoria precoce”, discursou o desembargador Edison Vicentini Barroso, em nome dos desembargadores da 15ª Câmara de Direito Privado – Carlos Alberto de Campos Mendes Pereira, Elói Estevão Troly, Kleber Leyser de Aquino e o juiz substituto em segundo grau Jairo Brazil Fontes Oliveira. Vicentini Barroso, que rememorou a carreira da desembargadora, representou o sentimento comum dos pares da homenageada. “Falo do que conheço. Depois de 30 anos como magistrada, ora presidente da 15ª Câmara de Direito Privado, Lucila Toledo deixa a forte marca da saudade”, ressaltou.         O desembargador Mendes Pereira também saudou a desembargadora, afirmando o apreço e admiração pelo legado que deixou após honrosa carreira. “Receba nossos sinceros votos de felicidade nessa nova etapa da vida e homenagem sincera que nós, colegas de Câmara, desejamos fazer”, conclui o magistrado, entregando, também em nome do grupo, um buquê de flores à desembargadora Lucila Toledo.          O procurador de Justiça Marcelo Camargo Milani representou o Ministério Público em sua saudação à magistrada: "Desejo enorme felicidade, sucesso e boa sorte. Agradeço a gentileza e a tranquilidade com que sempre me recebeu".           Comovida, a homenageada também fez uso da palavra. “A aposentadoria traz sentimentos contraditórios: uma sensação de alívio, de meta imposta e alcançada, mas também de luto, porque foram 30 anos de carreira”, contou. A desembargadora fez questão de falar sobre sua gratidão pelas “oportunidades” que a vida na Magistratura a concedeu: “Oportunidade de ser útil, de fazer a diferença na vida de pessoas que passaram pelas minhas mãos como partes, e pela maior riqueza que adquiri neste Tribunal – os amigos que ocupam um lugar enorme e peculiar no meu coração”, gratulou Lucila Toledo.         Estiveram presentes, ainda, o vice-presidente do TJSP, desembargador Artur Marques da Silva Filho; o presidente da Seção de Direito Privado, desembargador Gastão Toledo de Campos Mello Filho; o presidente da Seção de Direito Criminal, desembargador Fernando Antonio Torres Garcia;  o juiz Luiz Fernando Pinto Arcuri; os desembargadores Christine Santini, Luiz Antonio de Godoy e José Wagner de Oliveira Melatto Peixoto; o procurador de Justiça Marcelo Camargo Milani; a mãe da homenageada, Maria Emília Magalhães Toledo de Barros; a equipe de gabinete da desembargadora; advogados; servidores e público em geral.           Trajetória – Natural de São Paulo (1965), a jovem Lucila Toledo Pedroso de Barros bacharelou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (turma de 1987).  Ingressou na Magistratura em janeiro de 1989, nomeada como juíza substituta para a 1ª Circunscrição Judiciária, com sede na Comarca de Santos. Ao longo da carreira, também trabalhou nas comarcas de Fartura, Ubatuba e São Bernardo do Campo. Em 2011 foi removida para o cargo de juíza substituta em Segundo Grau e tomou posse como desembargadora do Tribunal de Justiça de São Paulo em fevereiro de 2016.                    imprensatj@tjsp.jus.br
09/10/2019 (00:00)
Visitas no site:  1365356
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.